24 Horas.US
Notícias do Brasil e do Mundo.

Roy Moore, acusado de assédio sexual contra adolescentes, é derrotado no Alabama

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

MONTGOMERY, AL – Voto a voto, seção por seção, a eleição para a vaga do Senado pelo estado do Alabama parou os Estados Unidos nesta terça-feira (12). De um lado o republicano Roy Moore, candidato do presidente Donald Trump. Do outro, o democrata Doug Jones, que fez oposição e conseguiu um resultado surpreendente ao final da contagem dos votos. A diferença entre eles foi menor que 1%, ou pouco mais de 10 mil votos.

Doug Jones derrotou o republicano em meio a muita polêmica. “Foi a vitória da decência”, disse o senador eleito no discurso da vitória. O placar ficou em 49,5% para Jones contra 48,8% para o juiz Moore.

Ainda durante o discurso da vitória, Jones agradeceu pelos votos recebidos pelos afroamericanos que se organizaram para a eleição e também, mulheres e jovens, além de latinos que formaram 3% do eleitorado. Nos Estados Unidos o voto não é obrigatório.

Jones é um ex-procurador célebre por ter conseguido a condenação, na década passada, de dois membros da Ku Klux Klan que explodiram uma igreja negra em Birmingham nos anos 60, provocando a morte de quatro meninas.

Moore é considerado extremista. Lutou contra os direitos dos homossexuais, chamando-os de aberração e ainda lutou contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Mas o que derrubou a campanha de Moore, foram as acusações de assédio sexual contra adolescentes na década de 70, quando ele tinha mais de 30 anos de idade. As meninas tinham menos de 14 anos na época.

Mesmo com as acusações, o presidente Trump apostou na vitória do republicano. Acusou a imprensa de publicar notícias falsas novamente e discursou a favor do juiz. No mesmo estado em que Trump bateu Hillary com 63% dos votos na eleição de 2016, contra 35% dos votos da democrata, a derrota de Moore tem um significado muito maior para a administração.

Um grupo de americanos, assistindo a transmissão da contagem de votos pela televisão, não acreditava que o candidato democrata estava virando o resultado. “Deus existe! Essa vitória é um sopro de esperança!”, disse um dos americanos que mora em Orlando. “Mal posso esperar pelo tweet de Trump nas próximas horas”, alfinetou.

O presidente Donald Trump publicou um tweet parabenizando o democrata. Ele disse que a vitória do democrata só se consolidou por conta de que 1,7% dos votos foram para candidatos menores.

“Mas uma vitória é uma vitória”, escreveu.

“Parabéns a Doug Jones nesta vitória disputada. Os votos da cédula desempenharam um fator muito importante, mas uma vitória é uma vitória. O povo do Alabama é grande, e os republicanos terão outra chance em um curto período de tempo. Isso nunca acaba”, disse em sua rede social.

A partir de agora, a oposição tem 49 senadores contra 51 republicanos. Dessa forma, Trump pode ter ainda mais dificuldade para aprovar medidas na Casa, ainda mais que ele não com 100% de apoio dos senadores de seu partido.

Roy Moore chegou a cavalo para votar. (Reprodução/Internet)

 

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.