facebook
.
24 Horas.US
Notícias do Brasil e do Mundo.

Preso homem que se casou seis vezes para ajudar mulheres ilegais nos EUA

WORCESTER, MA – Um homem de Massachusetts foi acusado de aceitar dinheiro para se casar com seis mulheres para ajudá-las a evitar as leis de imigração.

Procuradores federais alegaram que Peter Hicks, de 57 anos, de Worcester, casou-se com mulheres de nações “subsaarianas africanas” entre 2003 e 2013 e apresentou benefícios de imigração para quatro delas. Algumas das mulheres estavam nos EUA ilegalmente.

As autoridades também alegam que em pelo menos uma ocasião, ele ainda estava casado com uma mulher no momento em que se casava com outra.

Hicks foi libertado após uma primeira apresentação no tribunal federal em Worcester na terça-feira (30). Ele pode ser condenado a um máximo de cinco anos de prisão. Seu defensor público federal não retornou os pedidos para comentar o caso.

O U.S. Attorney’s Office em Massachusetts disse que Hicks reconheceu durante uma entrevista que se casaria com três das mulheres exclusivamente para obter benefícios de imigração para elas, informou o jornal The Telegram of Worcester.

De acordo com a denúncia criminal, os agentes federais foram até a casa de Hicks em 2014, mas ele pediu a eles aguardassem numa loja de donuts próxima. Lá, ele alegadamente disse aos agentes que ele encontrou Deus e queria “estabelecer o recorde”, e que ele se casou com as mulheres para que elas pudessem obter status de imigração legal nos EUA.

Durante uma entrevista posterior, Hicks disse aos agentes que ele foi pago para se casar com mulheres africanas que estavam nos EUA ilegalmente, de acordo com a queixa.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.