24 Horas.US
Notícias do Brasil e do Mundo.

Mulher que mostrou o dedo para carreata de Trump é demitida

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

DA REDAÇÃO – Uma ciclista, cuja “saudação com o dedo do meio” para carreata do presidente Trump viralizou e caiu nas mídias sociais, foi demitida.

Juli Briskman, trabalhava para a empresa Akima LLC, que tem contratos com o governo, teria sido demitida depois de admitir aos seus chefes que era ela a pessoa que expulsou o grupo do presidente enquanto eles deixavam o campo de golfe de Trump na Virgínia.

Briskman estava pedalando em sua bicicleta no último dia 28 de outubro, quando a carreata presidencial passou pela ciclista, que acabou a fazendo o gesto “grosseiro” capturado pelos fotógrafos.

A jovem senhora de 50 anos usou a imagem como foto de perfil no Twitter e no Facebook, o que levou a sua demissão. A Akima LLC diz que Briskman violou a política de mídia social da empresa para seus funcionários.

“Basicamente, você não pode ter coisas obscenas em suas mídias sociais”, disse a ciclista demitida ao Huffington Post. Briskman trabalhava na empresa por apenas seis meses, no departamento de marketing e comunicações, antes de sua rescisão.

Ela afirma que funcionários da Akima explicaram que o incidente poderia prejudicar sua posição como contratado pelo governo se ela continuasse na empresa.

“Você não consegue ver seu rosto, ela não está totalmente identificada nessa foto. Mas uma vez que ela se identificou com seu empregador, eles tiveram que considerar essa informação”, disse o advogado Bradley Shear ao Washington Post. Ele é especialista em questões de redes sociais.

“Você pode não ficar preso pelo que diz, mas pode não conseguir o trabalho que deseja.”

Briskman diz que não se arrepende do movimento, mesmo que agora esteja procurando por um novo emprego.

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.