24 Horas.US
Notícias do Brasil e do Mundo.

Membro do MS-13 é deportado pela segunda vez para El Salvador

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

WASHINGTON, DC – Um membro da gangue  “Mara Salvatrucha”, mais conhecida como MS-13, que tem o registro de um homicídio pelas autoridades policiais salvadorenhos, foi deportado nesta sexta-feira (16) por oficiais de deportação com as operações de remoção (ERO) da Imigração e Alfândega dos Estados Unidos (ICE).

Raul Ramos-Guido, de 32 anos, era um criminoso condenado que residia ilegalmente nos EUA e já havia sido deportado para El Salvador em janeiro de 2014.

Na sexta-feira, ele partiu dos EUA do Aeroporto Internacional de Alexandria, em Louisiana, sob escolta de oficiais de deportação do ERO. Ele foi transferido para as autoridades policiais salvadorenhas após sua chegada em San Salvador, El Salvador.

Os oficiais de deportação de ERO recentemente prenderam Ramos por conta de violações da imigração em abril de 2015 em sua residência em Falls Church, Virgínia.

Ramos foi alvo da aplicação da imigração porque se tratava de um criminoso agravado que já havia sido deportado do país. Após sua prisão, ele foi processado e condenado no Distrito Leste da Virgínia por acusações criminais de reentrada ilegal e condenado a 36 meses de prisão.

Enquanto Ramos estava cumprindo o a prisão sob custódia federal, a Interpol, em nome das autoridades policiais salvadorenhas, emitiu um aviso vermelho para sua prisão.

Ele era procurado por acusações de homicídios em seu país de origem. Em 26 de dezembro, a ERO assumiu a custódia de Ramos após sua libertação da prisão federal para facilitar sua remoção.

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

1 comentário
  1. Edir Carvalho Moura Diz

    Esse Raul Guido é da gangue que tem o número 13 tatuada?

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.