24 Horas.US
Notícias do Brasil e do Mundo.

ICE prende 25 imigrantes ilegais: todos por DUI, entre eles um brasileiro

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

NOVA IORQUE, NY –  Oficiais de Operações de Execução e Remoção (ERO) e de Imigração e Aplicação Aduaneira dos EUA (ICE) prenderam 25 imigrantes ilegais durante um período de 6 dias, terminando em 9 de novembro em Long Island, em um esforço de execução denominado Operation Secure Streets (operação ruas seguras, em tradução livre).

Durante a Operação, os oficiais de deportação apreenderam 25 imigrantes ilegais, 24 dos quais foram condenados por dirigir sob a influência de álcool ou drogas (DUI). Um outro homem, que foi preso por problemas com a imigração, não tinha condenação relacionada ao DUI. Todos estão presos e devem seguir assim até a conclusão dos processos de remoção.

“Esta operação visou aqueles que foram condenados por dirigir sob a influência, alguns com crianças no carro, solidificando o compromisso da ICE de remover ameaças à segurança pública de nossas comunidades”, disse Thomas R. Decker, diretor do escritório de campo para ERO New York.

“Com o aumento do número de acidentes de veículos e mortes relacionadas como resultado de DUIs, a ICE continuará a prender e remover esses estrangeiros criminosos pela segurança dos moradores da nossa cidade “.

Entre os detidos foram:

Um guatemalteco de 41 anos, anteriormente condenado por dirigir enquanto estava intoxicado. Ele foi preso em Patchogue em 4 de novembro e permanecerá na custódia da ICE no processo de remoção.

Um brasileiro de 40 anos, que já havia sido deportado, condenado por condução sob influência de drogas. Ele foi preso em Ronkonkoma, 5 de novembro, e permanece sob custódia do ICE, enquanto aguarda a remoção para o Brasil.

Um cidadão de 31 anos da Guatemala com uma condenação prévia de transgressão criminal em 2º grau e direção sem habilitação. Ele foi preso em Riverhead, 6 de novembro e permanecerá na custódia da ICE no processo de deportação.

Um cidadão salvadorenho de 40 anos com uma condenação prévia por dirigir enquanto intoxicado, identificado como um membro da gangue MS-13. Ele foi preso em Shirley, no dia 7 de novembro, e permanecerá na custódia do ICE no processo de remoção.

O histórico criminal dos presos durante a operação é o seguinte: DWI agravado, assalto 2º grau, transgressão criminal 2º grau, dirigir sem habilitação e condução enquanto intoxicados.

Os presos incluem cidadãos do Brasil, Equador, El Salvador, Guatemala, Honduras, México e Ucrânia.

Oficiais de deportação de ERO fizeram prisões em Long Island, especificamente no condado de Nassau: Glen Cove, Hempstead; e no condado de Suffolk: Amityville, Bayshore, Calverton, Central Islip, Commack, Coram, Hampton Bays, Huntington, Medford, Moriches, Patchogue, Port Jefferson, Ronkonkoma, Riverhead, Sag Harbor, Shirley, West Babylon e Wheatley Heights.

Os imigrantes ilegais que estão presos serão processados ​​administrativamente e passarão pelo processo de deportação para serem retirados dos Estados Unidos.

Os detentos que têm ordens pendentes de deportação, ou que retornaram ilegalmente aos Estados Unidos depois de uma primeira deportação, como é o caso do brasileiro que não teve a identidade divulgada, estão sujeitos a remoção imediata do país.

Os outros indivíduos estão sob custódia do ICE, aguardando uma audiência perante um juiz de imigração ou acordos de viagem pendentes para remoção em um futuro próximo.

Os oficiais de deportação de ICE realizam operações de execução específicas todos os dias ao redor do país como parte dos esforços contínuos da agência para proteger a nação, defender a segurança pública e proteger a integridade das leis de imigração e controles de fronteira dos Estados Unidos.

Durante essas operações de execução, os oficiais da ICE freqüentemente encontram suspeitos adicionais que podem estar nos Estados Unidos em violação das leis federais de imigração. Essas pessoas serão avaliadas caso a caso e, quando apropriado, presas pelo ICE.

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.