24 Horas.US
Notícias do Brasil e do Mundo.

Falso alarme de ataque por míssil causa pânico no Havaí

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

DA REDAÇÃO – Celulares tocando com um alerta que chamou a atenção e causou pânico entre os moradores do Havaí. “Missel balístico a caminho do Havaí. Procure um abrigo. Isto não é treinamento”, dizia o aviso.

Enquanto a mensagem causou preocupação nas mídias sociais, o Escritório de Gerenciamento de Emergência do Havaí respondeu rapidamente no Twitter, dizendo: “NENHUMA ameaça de mísseis para o Havaí”.

O governador do Havaí, David Ige, disse à CNN que se tratava de uma falha humana.

“Foi um erro feito durante um procedimento padrão na mudança de uma mudança, e um empregado empurrou o botão errado”, disse ele.

Se não bastasse o alerta tocando em todos os celulares, ele foi parar na televisão e também no rádio. Um segundo alerta de emergência foi enviado para os telefones no Havaí, 38 minutos após a mensagem inicial, confirmando que se tratava de um alarme falso.

O comandante David Benham, um porta-voz do Comando do Pacífico dos Estados Unidos, confirmou em uma declaração que não há ameaça: “USPACOM não detectou nenhuma ameaça de mísseis balísticos para o Havaí”, diz o comunicado.

“A mensagem anterior foi enviada por erro. O estado do Havaí enviará uma mensagem de correção o mais rápido possível”.

A porta-voz da Casa Branca, Lindsay Walters, referiu todas as questões sobre o alerta ao Departamento de Defesa. Um funcionário da Casa Branca disse aos repórteres mais tarde no sábado (13) que o presidente foi informado sobre o exercício de gestão de emergências.

“Este foi apenas um exercício estatal”, disse o funcionário.

A senadora democrata do Havaí, Mazie Hirono, comentou em suas redes sociais sobre o evento que causou pânico entre os moradores do Havaí.

“Em um momento de tensões aumentadas, precisamos garantir que todas as informações divulgadas para a comunidade sejam precisas”, escreveu ela.

“Precisamos chegar ao fundo do que aconteceu e ter certeza de que nunca mais acontecerá”.

O Centro de Informações e Operações Estratégicas do FBI, o Departamento de Segurança Interna e a Agência Federal de Gerenciamento de Emergências estão monitorando a situação, disse um funcionário dos EUA à rede de televisão CNN.

As emissoras de tv do país discutem o evento do Havai. (Reprodução).

 

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.