facebook
.
24 Horas.US
Notícias do Brasil e do Mundo.

Casal da Flórida é preso após fingir que filho possuía câncer cerebral

FORT WALTON BEACH, FL – Uma história deixou moradores da Flórida indignados nesta última semana. Um casal é acusado de fingir o câncer cerebral de seu filho para embolsar o dinheiro das doações feitas pela comunidade.

O filho de 13 anos passou os últimos oito meses acreditando que morreria pela doença terminal. Após uma investigação das autoridades locais, foi descoberto que toda a doença se tratava de uma farsa.

Ginny Irovando Long, de 34 anos, e seu marido de 47 anos, Robert Edward Long, criaram uma arrecadação de fundos no site GoFundMe, que arrecadou mais de 1 mil dólares para o tratamento da suposta doença.

O funcionário de recursos escolares do menino suspeitou da movimentação e contatou as autoridades. A polícia falou com o adolescente, que afirmou que sua mãe lhe disse que ele morreria devido a um câncer cerebral, em maio de 2017. Ele também contou que isso o assustava e que não gostava de falar sobre o assunto.

A investigação apurou que seus registros médicos não comprovaram tumores cerebrais ou quaisquer tipos de câncer.

O casal foi preso em 1º de fevereiro, eles são acusados ​​de abuso e fraude infantil.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.